Fique atento aos sinais do diabetes em cães

Doença pode levar à cegueira, causar danos ao coração e rins

A médica veterinária e professora Fabiane Sabino explica quais são os principais sintomas e tratamentos para melhorar a qualidade de vida dos bichos diagnosticados com diabetes:

O termo diabetes é usado como referência ao grupo de doenças que resultam em aumento da concentração de açúcar no sangue (alto nível de glicose).

Elas atingem cerca de 9,3%, da população humana do planeta e têm sido diagnosticadas com mais frequência em cães porque os animais de estimação também passaram a viver mais e praticar menos atividades físicas.

De repente, o cão começa a perder peso, mesmo comendo tudo que é oferecido, fica mais cansado e vive sedento. Esses, são os principais sinais do diabete.

Sede excessiva é um dos sintomas mais comuns em cães diabéticos (Imagens: Getty)

Quando o pâncreas deixa de produzir insulina, o organismo é incapaz de transformar em energia toda a comida. E o excesso de glicose no sangue pode levar a complicações graves se não identificado e tratado.

Fique atento aos sinais

A presença de formigas no local onde o cão urina no quintal é um sinal que poucos reparam, mas indica que há açúcar demais na secreção.

Confira quais os sintomas mais evidentes:

  • sede excessiva,
  • perda de peso,
  • aumento de apetite
  • cansaço

O diabete sempre é uma ameaça aos cães mais velhos, não importa a raça, e às fêmeas com problemas hormonais.

Assim como no shumanos, tratamento requer doses diárias de insulina (Fotos: Getty)

Raças mais vulneráveis: poodle, dachshund, schnauzer, beagle, golden retriever, labrador, spitz e samoieda – o que, atenção, não significa que as demais estejam a salvo.

Tratamento: doses diárias de insulina, à base de rações dietéticas e, o mais importante, sessões diárias de exercício. No caso das fêmeas, em geral elas são castradas para que seus hormônios não atrapalhem a ação da insulina injetável.

Dicas para evitar e combater a obesidade em cães e gatos

Adicionar comentário