Pinscher: o pequeno grande cão de guarda

De porte pequeno, cães dessa raça fazem de tudo para proteger os tutores

Os primeiros registros oficiais da existência do Pischer são de 1925, quando foram encontrados cerca de 1300 de animais da raça nos livros do American Kennel Club.

Porém, há cerca de 300 anos, algumas pinturas já retratavam cães muito parecidos com os Pinschers que conhecemos hoje.

Esse fato leva especialistas a acreditarem que esse cãozinho, que teve sua origem na Alemanha, seja muito mais antigo do que o seu primeiro registro.

Principais características do Pinscher

De porte pequeno e leve, o Pinscher é um cachorro facilmente reconhecido por suas características físicas peculiares

De maneira não oficial, os cães da raça são classificados numericamente, de 0 a 3, de acordo com o seu tamanho, que pode variar de 25 cm a 30 cm. Portanto temos o Pinscher 0, Pinscher 1, Pinscher 2 e Pinscher 3.

  • Pinscher 0: A altura  é de 15 cm – 17 cm, seu peso costuma ser de 2,5 quilos; 
  • Pinscher 1: A altura ou tamanho máximo da raça do  Pinscher 1 é de 18 cm – 25 cm, seu peso costuma ser de 3,5 quilos. 
  • Pinscher 2: A altura máximo da raça do  Pinscher 2 é de 25 cm – 30 cm, seu peso costuma ser de 4,5 quilos. 
  • Pinscher 3: Em media, a altura ou tamanho máximo da raça do  Pinscher 3 e 4 é de 31 cm – 35 cm, seu peso costuma ser de 6,5 quilos.
Imagem: petcaramelo/ internet
Imagem: petcaramelo/ internet

Pelagem do Pinscher

Pinscher pode ter uma única cor, que varia entre os tons de marrom e vermelho, ou pode ser preto com manchas marrons e avermelhadas.

Por conta de pelagem bastante curtinha, os Pinschers podem sentir muito frio e tremer, outra característica marcante da raça, por isso devem sempre ficar protegidos durante o inverno.

“50% ódio; 50% tremedeira”

Apesar da má fama que os acompanha com frequência, os cãezinhos da raça pinscher são animais carinhosos e muito fiéis aos tutores. Mas o temperamento do pet vai depender do nível de treinamento e socialização no qual ele for submetido desde filhote.

E a tremedeira do pinscher acontece por ser uma característica da raça ou causas físicas, como dor, frio, medo, felicidade ou problemas neurológicos.

Adicionar comentário