5 dicas para proteger seu pet do frio

É preciso adaptar a rotina de tutores e animais de estimação às baixas temperaturas

O inverno no Hemisfério Sul começou nesta semana, dia 21 de junho, e vai até 22 de setembro. Assim como nós, nossos pets também sentem a queda da temperatura nesta época do ano. 

Independente da raça ou do tipo de pelagem, todos precisam de algum cuidado especial quando o frio chega pra valer.

🐾 SAIBA MAIS SOBRE DOENÇAS COMUNS NO INVERNO

A médica veterinária Fabiane Sabino (08868-VP), especialista NUXCELL em saúde e bem estar animal, selecionou algumas dicas para que cães e gatos não fiquem desprotegidos:

1 – Providencie um local adequado para proteger seu pet

Se ele ou ela costumam ficar dentro de casa, coloque a caminha em local onde a temperatura seja mais agradável. Se o seu animal dorme fora de casa, providencie uma casinha, que garanta abrigo adequado e isolado do frio.

2 – Avalie a necessidade de usar roupinhas

Se ainda for necessário reforçar a proteção, você pode optar pelas roupinhas. Mas só considere essa opção se o seu animal se sentir confortável, nem todos se adaptam. 

Animais com pêlo mais longo precisam ser escovados diariamente para evitar que “enrosque” dentro da roupa. E também não esqueça de verificar se o tamanho é adequado para o porte do cachorro ou gato.

Dentro ou fora de casa, animais precisam de proteção contra o frio (Fotos: Freepik)

3 – Adapte a rotina de banho e passeio

Pode dar banho no inverno? Pode, mas não precisa ser toda semana e muito menos com água gelada! Procure um local mais abrigado e verifique se a temperatura da água está morna, também não pode estar muito quente. 

Logo depois do banho você precisa secar bem, evitar passeios ou exposição ao frio.  Também não exage, banhos com muita frequência podem contribuir para o surgimento de doenças de pele.

4 – Cuidado redobrado com filhotes e velhinhos

Os cãezinhos e gatinhos com até um mês de vida e os mais velhos não têm controle de temperatura próprio e podem sofrer hipotermia com mais facilidade.

Filhotes e animais velhos têm mais necessidades de cuidado

5 – Mantenha vacinas e vermifugações em dia

Em qualquer época do ano, não esqueça de verificar a carteirinha de vacinação e as vermifugações, além de manter uma rotina de visitas ao médico veterinário de sua confiança.

Tem mais dúvidas sobre essas e outras questões ligadas à saúde e bem estar do seu companheiro? Envie para o #pergunteaovet  – em nosso instagram @nuxcell.

🐾 PERGUNTE AO VET: ENVIE SUAS DÚVIDAS PARA DOUTORA NUXCELL

Adicionar comentário