Higiene e Superbactérias

É comum médicos veterinários recomendarem aos tutores a correta e frequente higienização dos potes de água e comida dos seus pets

Essa recomendação não é somente para saúde dos animais, mas também para a saúde dos tutores, no vídeo de hoje traremos dados de um pesquisa sobre a falta desses hábitos de higiene e contato com bactérias resistentes a antibiótico. 

A pesquisa foi publicada no jornal científico Plos One no início de abril, no qual foram levantados dados de 417 tutores, além da análise de 68 tigelas.

Os dados apontam que apenas 4,7% dos 417 donos de cães seguiam as instruções indicadas pela FDA (agência reguladora de medicamentos e alimentos dos EUA), que são:

  • Lavar as mãos antes e depois do contato com os alimentos para cães,
  • Higienizar a tigela e os demais itens com água quente e sabão após o uso,
  • Hão usá-la para retirar a ração do saco e fazer o descarte correto dos alimentos.
  • Fazer o descarte correto dos alimentos;
  • Armazenar a ração em um lugar seguro.

A parte mais assustadora dessa pesquisa é que a maioria dos tutores não seguiam essas regras.

Nessa pesquisa, 43% dos tutores guardam os alimentos a menos de 1,5 metro das comidas para humanos, 34% lavam as mãos após manusear as rações e 33% usam as mesmas superfícies para preparar as suas comidas e para apoiar as tigelas na hora de colocar a ração.

Se o seu comportamento é parecido como a maioria dos tutores que foram ouvidos durando essa pesquisa, tenha cuidado pois você pode ter contato direto com diversos microrganismos, alguns que até podem ser inofensivos, mas outros que podem causar problemas graves de saúde, principalmente dentre a população mais vulnerável como pessoas imunocomprometidas, gestantes e crianças.

Outros dados levantados pelos pesquisadores, foram através de fezes de 58 pessoas saudáveis, e 18 gatos e 40 cães que viviam com esses voluntários, desse modo os cientistas constataram que entre 2018 e 202, 15% dos animais de estimação e 13% dos tutores, apresentaram bactérias relacionadas, ou seja, com elementos genéticos presentes em ambos, nesse grupo 1/3 das bactérias encontradas se mostraram resistentes a antibióticos.

Adicionar comentário