Cidades isolam gatos para tentar salvar pássaro raro

Não há evidências científicas claras de que felinos estejam causando o declínio das populações de aves

A Austrália já tinha imposto coleira e toque de recolher para gatos para preservar a fauna selvagem e agora chegou a vez da Alemanha.

Em Walldorf, cidade localizada no distrito de Rhein-Neckar-Kreis, os bichanos estão proibidos de sair de casa até o final de agosto com multa prevista de € 500 (equivalente a R$ 2.500) para tutores que não cumprirem a norma. 

O decreto visa a ajudar a salvar a cotovia-de-poupa, uma espécie de ave rara que entrou em fase de reprodução recentemente, e faz o ninho no chão por isso é presa fácil para os caçadores felinos.

Caso o felino mate ou fira o animal, a punição pode chegar a € 50 mil, algo equivalente a R$ 250 mil. Isso porque a população da ave na Europa Ocidental diminuiu significativamente nas últimas décadas e, de acordo com as autoridades de Walldorf, a sobrevivência da espécie depende de cada filhote.

O jornal regional Rhein-Neckar-Zeitung informou na na última quarta-feira, 18, que o chefe da associação local de proteção animal planeja tomar medidas legais para contestar o decreto.

“Por favor, mantenham a calma. Posso garantir que faremos o possível para impedir essa medida desproporcional”, ele disse.

Mas, alguns não estão de acordo com a nova regra, a Deutscher Tierschutzbund, maior organização de bem-estar animal da Alemanha, afirma:

“De repente, impedir que gatos acostumados a sair de casa o façam significa imensas restrições e estresse para os animais. A influência negativa dos gatos na população de pássaros canoros é controversa e, até onde sabemos, ainda não foi comprovada para a cotovia-de-crista em Walldorf”.

A organização apoia medidas para proteger a cotovia-de-crista, mas acredita que nenhum animal pode ser tratado como de segunda “categoria”.

A Euronews Green aponta as causas reais que podem, de fato, prejudicar as aves e, provavelmente, são causas maiores do que a de alguns gatos caçando pássaros:

  • a influência da agricultura intensificada;
  • monoculturas;
  • mortalidade de insetos;
  • e aumento do desenvolvimento da terra.

Apesar dessas estatísticas, os especialistas dizem que não há evidências científicas claras de os gatos estejam causando o declínio das populações de aves.

FONTE: greenme

Sete dicas para cuidar do pet fujão

Toxoplasmose: o gato é realmente o vilão?